Relato para Renato

Algumas vezes tenho aquele tipo de sonhos em que um prefere continuar sonhando ao acordar. Sonhos tão bons, que de alguma maneira acabam permitindo-me de viver partes de uma história que, por ventura, a vida não me concedeu.
Hoje sonhei com um garoto de praticamente um ano atrás. Se você me perguntasse o que houve entre nós não sei se saberia dar uma resposta objetiva. Não eramos namorados, não eramos ficantes. Não saíamos a sós e tampouco houveram beijos. Não havia nada que servisse de base para que as pessoas pudessem rotular na nossa estranha relação, somente haviam conversas, abraços, beijinhos tímidos, e muito, muito sentimento. Não passou disso e acreditem, para mim foi perfeito. Isso é o famoso flechazo.
Pois bem, passamos uma ou duas semanas em um romance bastante profundo e ao mesmo tempo um tanto contraditório. Mãos dadas, insegurança e timidez como a dos primeiros amores. Um amor puro e inocente em um bar cheio de alcool e algo de drogas.
Tampouco poderia dizer ao certo se as coisas teriam acabado bem caso houvesse ficado por perto, mas eu fui para longe. E em muito pouco tempo ele arrumou uma namorada qualquer, acabaram em seguida e depois também resolveu ir-se daqui para bem longe.
Tempos depois ambos voltamos à cidade, nos vimos no bar e já não sabiamos como agir um com o outro. Tudo ficou congelado, afinal, era inverno.
Infelizmente agora chegou o verão e agora os sentimentos vão descongelando-se pouco a pouco. São memórias passadas e um tanto imaginárias pois muito tempo já se passou, mas todavia são sentimentos e sinto que devo admitir para mim mesma que eles ainda estão aqui dentro de mim, como algo ainda pendente para ser resolvido. As coisas não acabaram bem entre nós e sei que ele pensa o mesmo, ou melhor, elas não acabaram oficialmente.
Tudo não passou do fim de um parágrafo. Houve um ponto final, mas ambos já haviamos descido uma linha mais abaixo para começar a próxima frase, o que nos faltava era a coragem para continuar escrevendo.

Aqui está o post que estava precisando escrever ontém, agora me sinto realizada. Espero que gostem e disfrutem do pequeno relato que acabo de escrever.

4 thoughts on “Relato para Renato

  1. Que lindo, adorei!!
    è você que escrebve isso? Se for: parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Belo relato lindo , estou aqui pq disse q retornaria p quem comentasse, pq na comunidade tem muito calote, quem se meu blog eu sigo tambem, adorei seu post.
    bjs
    t+

    ResponderExcluir
  3. first i am surprised how feelings were flowing in your lines..every word says some thing, and framing well to speak from heart..it's excellent.
    i wish to read more,but it's finished.hehe:)

    ResponderExcluir